Educação Integral na Cidade – Portal Aprendiz

Máquina de reciclar isopor gera renda para estudantes

Juntando materiais usados e encontrados em um lixão, estudantes do Instituto Biosfera, de Goiânia (GO), inventaram uma máquina de reciclar isopor. O equipamento alternativo, que fragmenta o isopor e possibilita usá-lo como enchimento na confecção de outros produtos, contribui para a geração de renda dos goianos.

"O isopor é um produto de pouco interesse para reciclagem. É utilizado uma única vez para embalar e proteger eletrodomésticos, por exemplo. Depois que chega à casa do consumir, ele é descartado por não ter utilidade", comenta um dos inventores da máquina, Diogo Costa.

Desenvolvida a partir de um motor de uma geladeira velha, cilindro e uma lixa, a invenção transforma placas de isopor em pequenas partículas que estão servindo de enchimento para travesseiros, bolsas antitérmica, bonecos e colete salva-vidas, vendidos numa oficina de produção que os próprios alunos mantém. "Para produção de um colete salva-vidas gastamos cerca de R$ 6. Uma peça dessas custa R$ 100 no mercado", exemplifica Costa.

"Com a reciclagem do isopor, podemos contribuir de várias formas para o planeta: evitamos que seja descartado incorretamente no meio ambiente e, minimizando a produção de isopor, colaboramos para a economia de energia", explica.