Boa convivência entre alunos é fundamental para cidadania

"A boa convivência na escola é fundamental para a cidadania. É preciso competência para alcançar esse que é um dos principais objetivos da escola." A opinião é do professor de psicologia evolutiva e de educação da Universidade Computense de Madri, Álvaro Marchesi, que participa do 1º Encontro Internacional Pátio-ISME de Educação para a Cidadania.

Marchesi explica que a má convivência entre alunos resulta em vários problemas. "Muitos alunos são vítimas de abuso de poder e de diferentes formas de maus tratos", diz. Segundo ele, tudo isso acontece pela falta de empatia que um aluno tem pelo outro.

É difícil a intervenção do professor nos conflitos porque, geralmente, eles acontecem longe dos olhos dos educadores. "As brigas não costumam acontecer na sala de aula, elas acontecem no pátio, no banheiro. Dificilmente ao olho do professor", lembra.

Apesar disso, ele não tira a responsabilidade da escola na questão. Para o educador, a escola tem a obrigação de criar estratégias que ajudem a melhorar a convivência entre os alunos. "O professor deve saber como acabar com problemas, como organizar ações que ajudem a diminuí-los e como contribuir para aumentar a participação daqueles alunos que ficam mais escondidos e quem têm menos participação", afirma. Além disso, Marchesi acredita que é fundamental que os professores estimulem o protagonismo em todos alunos. "Se os alunos não são protagonistas de algo, acabam virando apenas objetos de ensino", acredita.

O educador explica que o professor deve ter sensibilidade para identificar problemas que não são tão explícitos quanto uma briga no pátio da escola. Segundo ele, alguns alunos muitas vezes sofrem com rejeição, por exemplo. Nesse caso, se o professor não tem sensibilidade para identificar esse problema, ele passa desapercebido e o aluno não recebe a atenção necessária.

Marchesi ressalta que, para que o professor tenha capacidade de desenvolver ações que diminuam os conflitos entre os alunos, é necessário que ele tenha uma melhor harmonia e condição de trabalho.